HISTÓRIA

 

  No futuro a super população  do planeta é um problema. Um Mega Playboy chamado Junta Momonari tem filhos com mais cem mulheres diferentes e esses filhos terão mais cem filhos e assim por diante. Karin Aoi vem do futuro para salvar a Terra. Sua missão é mudar o DNA de Junta usando uma DCM (DNA Control Medicine - remédio para controlar o DNA). No presente Junta é só um pobre coitado, que tem alergia a mulheres e vomita toda vez que está perto de uma, não que ele não goste de mulher, mas ele não pode controlar seu problema. Karin acaba usando a DCM errada acelerando o processo e que também dá poderes psíquicos a Junta. Agora Karin tem que desfazer seu erro ou será condenada a morte.

FICHA TÉCNICA

  O nome DNA2 está ao quadrado para dar a idéia de duplo sentido. Mesmo porque o DNA no caso, pode indicar Ácido Desoxidoribonucleico ou ainda uma sigla: Dokokade Nakushita Aitsuno Aitsu, que traduzindo significaria: "Alguma coisa sobre você que eu perdi em algum lugar". Olhando a sigla, entende-se rapidamente o significado do 2 sobre o DNA, que na verdade o 2 só é aplicado para repetir as palavras que começam com A, Aitsuno e Aitsu.

  DNA2 foi criado por Masakazu Katsura. Foi publicado em 1993 pela famosa revista semanal Shonen Jump, porém o mangá não foi tão bem sucedido quanto o seu antecessor, Video Girl Ai e numa pesquisa realizada pela revista, a maioria do público votou pelo fim do mangá. O que acabou forçando Katsura a terminar a história prematuramente, com 5 volumes no total. O que não significa que ele deixou em aberto, ele simplesmente correu mais para terminar. Tanto nos mangás quanto no anime, Katsura coloca cenários dos filmes do Batman.

  O anime do DNA2 é muito bem feito. Ao todo o anime tem 12 episódios de TV e 3 OVAs que terminam a série. O character design é da Kumiko Takahashi (que também fez o anime Mermaid Scar). A música de apresentação é muito boa, a historia é um pouco diferente do mangá, mas segue a mesma linha. 

«VOLTAR